quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Nextel vence leilão e passará a competir em pé de igualdade


A Nextel foi a grande vencedora do leilão da Banda H, ao arrematar 11 dos 13 lotes em disputa na terça-feira 14. De posse dessas faixas de frequência, a operadora poderá oferecer tecnologia móvel 3G e passará a competir em pé de igualdade com as operadoras celulares nos maiores mercados do Brasil. A Nextel anunciou que deverá fazer investimentos da ordem de 5 bilhões de reais no País até 2016, para dobrar o tamanho da operação local. O plano inclui os 1,2 bilhão de reais gastos para adquirir as licenças. Outros 165 lotes, correspondentes a sobras de faixas de frequência do Serviço Móvel Pessoal (SMP), faziam parte do pregão, que se estendeu pelo restante da semana. No primeiro dia, 36 lotes em 27 áreas foram vendidos por 2,2 bilhões de reais.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Google lança o sucessor do iPhone4. Será?

Ontem fiquei sabendo de uma novidade bem interessante no mundo dos Androids: o lançamento do Nexus S. Como a própria campanha de divulgação diz, ele é um “Android puro”, em todos os sentidos. É a segunda aposta do Google junto a Samsung, depois do sucesso do recém-lançado Galaxy S.
As configurações são bem semelhantes ao seu antecessor, com tela de 4 polegadas (a primeira totalmente curva para se adaptar ao rosto de quem fala) com resolução WVGA, processador Hummingbird de 1GHz, duas câmeras e mais espaço de memória interna: 16Gb, além do 512 de RAM.
Outras novidades ficam por conta do suporte a NFC, um sistema de etiqueta wireless que permite acessar conteúdo e, futuramente, possibilitará micropagamentos sem fio, e a ausência de slot para cartão SD e das “melhorias” no sistema realizadas pela Samsung.
Ah sim! É o primeiro aparelho a já sair com o novíssimo Android 2.3, batizado de “Gingerbread”. O que melhorou? Mais ferramentas para os desenvolvedores criarem jogos, suporte a formatos de áudio e vídeo abertos, (como WebM, VP8 e encoding de AAC e AMR wideband, suporte a NFC e VoIP/SIP). E mais novidaes como: mixagem de efeitos de áudio, acesso a múltiplas câmeras e melhorias internas, como o sistema de seleção de texto, mais refinado, melhor gerenciamento da bateria e suporte a sensores, como giroscópio.
Ufa! Agora é acompanhar o lançamento e informar a vocês assim que ele pintar por aqui. Enquanto isso, dá só uma olhada na campanha criada para o lançamento:

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Faça um passeio virtual pelo bunker que abriga o WikiLeaks

mostramos - através de fotos em 360º - como é o local de trabalho do site que divulga os documentos sigilosos da diplomacia americana

O bunker sueco foi escavado numa montanha e possui uma só entrada, protegida por uma porta metálica - que tem meio metro de espessura.
Parece o cenário de um filme de James Bond - e, pelo que se ouviu sobre o WikiLeaks nas últimas semanas, isso não é coincidência. O site que provocou um terremoto nas relações internacionais ao revelar milhares de documentos sigilosos da diplomacia americana está abrigado num bunker construído nos tempos da Guerra Fria. Tudo para proteger os arquivos de conteúdo explosivo obtidos pela equipe do polêmico Julian Assange. Nas imagens abaixo - que o site de VEJA revela com exclusividade - é possível fazer um passeio virtual pelo local onde estão os servidores do WikiLeaks (na primeira foto) e pela sala onde os responsáveis pelo site trabalham (a foto seguinte). O bunker, capaz de resistir até a um ataque com bomba nuclear, fica 30 metros abaixo da cidade de Estocolmo, na Suécia. Foi escavado numa montanha e possui uma só entrada, protegida por uma porta metálica de meio metro de espessura. Pertencente a uma empresa chamada Bahnhof, o bunker tem geradores de energia retirados de antigos submarinos alemães. A seguir, as fotos em 360º do esconderijo.

sábado, 4 de dezembro de 2010

WikiLeaks agora promete expor mundo corporativo

Fundador do site "Jornalistas Radicais" disse que divulgará no começo de 2011 dezenas de milhares de documentos internos de um grande banco dos EUA.

O site WikiLeaks, que está causando polêmica por ter divulgado centenas de milhares de documentos sigilosos do governo dos EUA, confirmou na quarta-feira (1) à noite que pretende publicar também revelações sobre o mundo empresarial. "Acredito que no futuro vamos ter mais material pertencente à comunidade corporativa", disse o porta-voz do site "dedo-duro",  Kristinn Hrafnsson.
Em entrevista publicada na segunda-feira pela revista Forbes, Julian Assange, fundador do WikiLeaks, disse que o site divulgará no começo do ano que vem dezenas de milhares de documentos internos de um grande banco dos EUA.
As ações do Bank of America caíram 3% na terça-feira devido a temores dos investidores de que o maior banco norte-americano possa estar envolvido no próximo lote de documentos do site. Falando num evento em Londres, Hrafnsson confirmou que o WikiLeaks possui material a respeito de um grande banco dos EUA, mas não o identificou.
"Normalmente não comentamos projetos que estão em andamento. Levamos tempo para avaliar o material antes de divulgá-lo, e isso se aplica a esse material também."